Acompanhe nossas novidades

Postado em 06 de Março de 2015 às 10h01

Veja dicas para declarar imóveis no Imposto de Renda de 2015

  • Firme Negócios Imobiliários -

Especialistas tiram dúvidas sobre compra, venda e doações. Casas e apartamentos devem estar listados na relação de bens.

Compra, venda e doação de imóveis devem constar na declaração do Imposto de Renda. Além disso, todos os imóveis de propriedade do contribuinte devem ser listados. No entanto, é preciso atenção para preencher cada transição corretamente.

Veja abaixo dicas de especialistas para declarar imóveis:

 

Tenho um imóvel que nunca declarei, e agora?

“Imóveis que não foram declarados anteriormente por engano devem ser declarados agora, informando a data de aquisição”, diz o professor do curso de Ciências Contábeis da Estácio, Jurandir Mauro Pereira. “Se antes o contribuinte estava obrigado a declarar e não o fez, pode cair na malha fina agora”, aponta o especialista.
O valor total dos bens que obriga o cidadão a declarar o IR em 2015 é de R$ 300 mil. “Todos os imóveis o contribuinte é obrigado a declarar. O fato de ele ter um imóvel com valor superior a R$ 440 mil de custo de aquisição, por exemplo, já o obriga a fazer a declaração. Mas se o bem não totaliza esse valor, não o obriga. Nesse caso, se ele tem um imóvel de R$ 200 mil, por exemplo, mas não tem nenhuma outra renda que o obrigue a fazer a declaração, esse imóvel não vai constar em declaração nenhuma”, explica Pereira. O rendimento anual mínimo que obriga o cidadão a declarar o imposto neste ano é de R$ 26.816,55.

 

Quando comprei minha casa paguei 300 mil, hoje ela vale mais de 400 mil, devo atualizar o valor?

Não. O contribuinte precisa declarar o valor que foi pago pelo bem, e não o valor atual de mercado. “Você só vai mostrar essa valorização quando vende o imóvel” por um valor maior do que o que pagou, explica o professor de finanças da FIAP Marcos Crivelaro.

 

Comprei um imóvel mas não terminei de pagar, declaro o valor total do imóvel?

Não. Se você financiou uma casa e já pagou 30% do total, por exemplo, declare apenas o valor pago no ano, aconselham os especialistas. “Caso o imóvel seja financiado, o contribuinte vai declarar o valor pago até 31/12/2014, independentemente do valor do imóvel”, explica Pereira. “O que você vai pagar a casa ano, vai acrescentando. A Receita quer o valor pago, não o de contrato”, diz Crivelaro.

 

Mais dicas em: http://g1.globo.com/economia/imposto-de-renda/2015/noticia/2015/03/veja-dicas-para-declarar-imoveis-no-imposto-de-renda-de-2015.html

Veja também

O cliente desistiu de comprar o imóvel? Veja o que fazer!03/02/15 Entre os muitos motivos que levam uma pessoa a desistir da compra de um imóvel na planta, estão: a demora da obra e a falta de recursos para honrar o compromisso. No entanto, essa mudança de planos pode gerar problemas ao pretenso comprador, por isso é de suma importância que o corretor o oriente a analisar bem todas as cláusulas do contrato, pois se ocorrem imprevistos......
Locação – Imobiliária tem responsabilidade? 05/01/15 O proprietário de imóvel, quando procura uma imobiliária para administrar a locação, ele firma uma contrato, e lhe outorga uma procuração com poderes para, em seu nome, praticar atos ou administrar interesses,......
Confira as expectativas do mercado imobiliário para 2015?26/12/14 De acordo o Secovi-SP, o setor de residencial novo é o último a ser afetado por problemas da economia Os fundamentos do mercado imobiliário para imóveis residenciais estão muito bem, na visão de Celso Petrucci,......

Voltar para Notícias