Acompanhe nossas novidades

Postado em 05 de Fevereiro de 2015 às 09h35

IGP-M avança no mês e fica em 0,76%

  • Firme Negócios Imobiliários -

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) variou 0,76%, em janeiro/2015. Em dezembro, o índice variou 0,62%. Em janeiro de 2014, a variação foi de 0,48%. Em 12 meses, oIGP-M registrou alta de 3,98%. O IGP-M é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) apresentou taxa de variação de 0,56% em janeiro/2015. No mês anterior, a taxa foi de 0,63%. O índice relativo aos Bens Finais variou 1,57%, em janeiro. Em dezembro, este grupo de produtos mostrou variação de 1,05%. Contribuiu para este avanço o subgrupo alimentos in natura, cuja taxa de variação passou de 3,69% para 11,74%. Excluindo-se os subgrupos alimentos in natura ecombustíveis, o índice de Bens Finais (ex) registrou variação de 0,59%. Em dezembro, a taxa foi de 0,73%.

O índice referente ao grupo Bens Intermediários variou 0,51%. Em dezembro, a taxa foi de 0,69%. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo materiais e componentes para a manufatura,cuja taxa de variação passou de 0,56% para 0,32%. O índice de Bens Intermediários (ex), calculado após a exclusão do subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, variou 0,48%, ante 0,52%, em dezembro.

No estágio inicial da produção, o índice do grupo Matérias-Primas Brutas variou -0,60%, em janeiro. Em dezembro, o índice registrou variação de 0,05%. Os itens que mais contribuíram para este movimento foram: milho (em grão) (9,75% para -0,49%), soja (em grão) (1,69% para -0,74%)e bovinos(3,59% para 1,00%). Em sentido oposto, destacam-se: mandioca (aipim) (0,45% para 12,67%), suínos(-9,41% para 0,21%) e leite in natura (-5,10% para -2,52%).

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou variação de 1,35%, em janeiro/2015, ante 0,76%, em dezembro. Seis das oito classes de despesa componentes do índice registraram acréscimo em suas taxas de variação. A principal contribuição partiu do grupo Alimentação (0,85% para 1,66%). Nesta classe de despesa, vale citar o comportamento do item hortaliças e legumes, cuja taxa passou de 5,59% para 13,68%.

Também apresentaram acréscimo em suas taxas de variação os grupos:

Habitação (0,79% para 1,59%);
Transportes (0,73% para 1,48%);
Educação, Leitura e Recreação (1,23% para 2,35%);
Despesas Diversas (0,19% para 1,26%); e
Comunicação (0,53% para 0,55%).

Nestas classes de despesa, os destaques partiram dos itens: tarifa de eletricidade residencial (3,33% para 7,29%), tarifa de ônibus urbano (-0,04% para 5,38%), cursos formais (0,00% para 5,62%),cigarros (-0,08% para 1,96%) e pacotes de telefonia fixa e internet (0,52% para 1,74%), respectivamente.

Em contrapartida, apresentaram decréscimo em suas taxas de variação os grupos:

Saúde e Cuidados Pessoais (0,56% para 0,31%); e
Vestuário (0,59% para 0,00%).

Nestas classes de despesa, os destaques partiram dos itens: artigos de higiene e cuidado pessoal(0,24% para -0,40%) e roupas (0,83% para -0,13%), respectivamente.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou, em janeiro/2015, variação de 0,70%, acima do resultado de dezembro, de 0,25%. O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços registrou variação de 0,62%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,27%. O índice que representa o custo daMão de Obra registrou variação de 0,77%. No mês anterior, este índice registrou taxa de 0,24%. 

Veja também

Simples Nacional vai diminuir a informalidade dos corretores de imóveis24/11/14 A inclusão dos corretores de imóveis no Simples Nacional, sistema de arrecadação simplificada de impostos do Governo Federal, beneficiará cerca de 310 mil profissionais que trabalham com corretagem de imóveis no país. No Piauí, pelo menos 2.053 corretores estão inclusos no Simples. O sistema de tributação para micro e pequenas empresas......
O cliente desistiu de comprar o imóvel? Veja o que fazer!03/02/15 Entre os muitos motivos que levam uma pessoa a desistir da compra de um imóvel na planta, estão: a demora da obra e a falta de recursos para honrar o compromisso. No entanto, essa mudança de planos pode gerar problemas ao pretenso......

Voltar para Notícias