Acompanhe nossas novidades

Postado em 27 de Janeiro de 2015 às 08h30

CRISE NÃO ATINGE SETOR IMOBILIÁRIO

  • Firme Negócios Imobiliários -

Chapecó 2015: expectativas do setor imobiliário são otimistas
As dificuldades que a economia brasileira enfrentará neste ano não prejudicarão o desempenho do mercado imobiliário de Chapecó, um dos mais dinâmicos de Santa Catarina. O Sindicato do Mercado Imobiliário (Secovi) prevê um crescimento entre 5% e 6% este ano, com um número relativamente alto de transações envolvendo apartamentos, terrenos, salas comerciais, casas e imóveis rurais.
O presidente do Secovi empresário Altir Paludo disse que a evolução deste ano está fundada no bom desempenho de 2014, que foi da ordem de 5%. No ano passado, a Copa do Mundo e as eleições atrapalharam os negócios, mas, houve um importante avanço institucional de efeitos mercadológicos: a elaboração e aprovação do novo Plano Diretor de Chapecó.
Muitas empresas retiveram o lançamento e a comercialização de imóveis até a finalização do processo de discussão e aprovação do Plano Diretor em face da mudança de muitos parâmetros legais, como o índice construtivo, que foi duplicado. “O novo ordenamento jurídico foi muito positivo e animou o setor”, enfatiza Paludo. Muitos projetos imobiliários familiares e corporativos foram viabilizados no embalo do aumento de renda e da expansão do crédito.
Novas condicionantes determinarão o desempenho da economia em 2015, mas as dificuldades não atingirão o mercado local onde, nos últimos anos, o setor de construção civil não parou de crescer. Chapecó lidera uma vasta região de economia dinâmica e o seu entorno, formado por mais de 80 municípios, representa uma grande base produtiva do agronegócio, da indústria, do comércio e de serviços especializados. “Esse entorno atua como um colchão para prevenir crises”, assevera o presidente do Secovi.
“Podemos dizer que a poupança gerada por essa vasta região vem sendo aplicada aqui, há algumas décadas, aquecendo o mercado de imóveis. Investir em Chapecó passou a ser o destino de capitais financeiros locais e de outros municípios”, expõe. O mercado dá sinais de uma certa acomodação no Brasil, mas, em Chapecó, graças as suas características econômicas, o dinamismo econômico não cessa.
ALTA VALORIZAÇÃO
O aumento dos juros, do IOF e dos encargos financeiros para contratação de financiamentos habitacionais – recentemente anunciados dentro das medidas de ajustes – não atingiu o programa federal Minha Casa Minha Vida. Assim, mantiveram-se os estímulos à compra de imóveis abaixo de 145 mil reais.
Os programas governamentais estão mantidos e a oferta de produtos imobiliários continua firme. Para o Secovi, o quadro continua promissor e o imóvel se manterá como o mais seguro investimento. Neste contexto haverá uma valorização moderada nos imóveis, forte oferta de imóveis de baixo e médio valor e grande número de transações com terrenos e apartamentos são fatores que marcarão o mercado neste ano, em Chapecó, segundo o Secovi.
Paludo lembra que a valorização imobiliária do município é a segunda maior de Santa Catarina e o aumento vertiginoso dos preços dos imóveis foi, até 2014, sua expressão mais evidente. Desde 2011 a valorização média é pelo menos de cinco a oito vezes a taxa anual da inflação.

Veja também

Imóvel de herança pode ser expropriado antes da partilha08/11/14 O imóvel rural que compõe herança pode ser objeto de desapropriação, antes da partilha, para fins de reforma agrária, em razão de improdutividade. A decisão é da 2ª Turma do Superior Tribunal de Justiça, ao negar recurso que alegava a impossibilidade de desapropriar o bem havido pelos herdeiros em condomínio. Para o relator,......
Serasa lança ferramenta gratuita para consulta de nome sujo11/07/16 A Serasa Experian lançou um serviço gratuito na internet para você consultar se está entre os 60 milhões de brasileiros inadimplentes. Pelo site ou pelo aplicativo Serasa Consumidor, dispoinível para Android, é......

Voltar para Notícias