Acompanhe nossas novidades

Postado em 19 de Dezembro de 2014 às 14h21

Cai a participação de investidores na compra de imóveis

  • Firme Negócios Imobiliários -

Investidores de imóveis estão colocando o pé no freio. Segundo a pesquisa "Raio-X FipeZap: Perfil da demanda de imóveis", a participação de investidores nas compras de imóveis caiu bruscamente no início do segundo semestre de 2014.

Entre os meses de julho e setembro, apenas 20% dos entrevistados que declararam terem comprado imóvel o fizeram com o objetivo de investir, enquanto no trimestre anterior os investidores representavam 39% dos compradores e 41% no terceiro trimestre de 2013.

Desenvolvido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e pelo classificado imobiliário online ZAP Imóveis, o Raio-X FipeZap é um levantamento que visa medir e analisar a demanda por imóveis no país.

Ele é realizado a cada três meses com usuários do ZAP que manifestaram interesse em entrar em contato com algum anunciante de imóveis durante o trimestre de referência.

Na edição mais recente da pesquisa, referente ao terceiro trimestre de 2014, foram consultadas 1.943 pessoas.

Menor expectativa de alta dos preços

As perspectivas sobre os preços dos imóveis também corroboram com a percepção de que os participantes do mercado imobiliário estão mais pessimistas.

O estudo mostrou que, entre abril e junho deste ano, 20% dos interessados em comprar imóveis acreditavam que os preços subiriam acima ou muito acima da inflação nos próximos dez anos. No terceiro trimestre, esse percentual caiu para 16%.

A parcela dos que esperam que os preços acompanhem a inflação na próxima década aumentou - passando de 41% no segundo trimestre, para 43% no terceiro - e a parcela daqueles que esperam que a inflação suba mais do que os preços dos imóveis passou de 38% para 41% no período.

O Raio-X FipeZap também mostrou que houve um pequeno aumento no percentual de desconto nas compras de imóveis. No terceiro trimestre de 2014, o desconto médio foi de 7,5%, ante 7% no trimestre anterior e 5,5% no mesmo trimestre de 2013.

Perfil de compra

Sobre o tipo de imóvel comprado nos últimos 12 meses encerrados em setembro, 60% foram usados e 40% novos. Já nos próximos três meses, 14% dos entrevistados disseram que pretendem comprar imóveis novos, 36% usados e 50% responderam que tanto faz.

A pesquisa mostrou também quais foram os objetivos dos entrevistados com a compra nos últimos 12 meses encerrados em setembro.

A maioria dos compradores (41%) adquiriu o imóvel com o objetivo de morar sozinho, 24% compraram para investir e obter lucro na revenda, 18% compraram para obter renda com o aluguel, 10% para morar com alguém e 7% para outra pessoa morar.

Fonte: Exame

Veja também

Como declarar aluguel recebido no Imposto de Renda 01/04/15 São Paulo - Rendimentos com aluguéis obtidos por proprietários de imóveis durante 2014 são tributáveis e devem ser declarados no Imposto de Renda 2015 (veja o que você deve declarar). Se o proprietário recebeu os aluguéis de pessoa física, além de informá-los na declaração de ajuste, nos meses de março e......
O cliente desistiu de comprar o imóvel? Veja o que fazer!03/02/15 Entre os muitos motivos que levam uma pessoa a desistir da compra de um imóvel na planta, estão: a demora da obra e a falta de recursos para honrar o compromisso. No entanto, essa mudança de planos pode gerar problemas ao pretenso......
É possível usar o FGTS para reformar a casa?18/02/15 O proprietário de um imóvel pode utilizar o seu saldo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para reformar a unidade? Resposta de Marcelo Tapai* Embora a legislação não preveja e a Caixa negue a......

Voltar para Notícias